English French German Japanese Portuguese Spanish

Newsletter

Receba novidades no email!



Total de visitas:1859731
Nós temos 21 visitantes online

Início Nossos objetivos
Nossos objetivos

Mensagem do Pai de Santo.

 

Você que hoje nos visita, informamos que nosso objetivo principal visa transmitir ao seguidor da religião conhecida como Umbanda ou de outras religiões que desejem conhecer nossas práticas, um meio de identificar e diferenciar nossos templos das ramificações deturpadas de cultos africanos primitivos trazidos ao Brasil no período colonial.

Nosso objetivo visa a moralidade muitas vezes precária nas práticas de cultos que se dizem de Umbanda, quando na realidade não o são, não importando se o nome "Umbanda" aparece nas portas desses locais.
Desta forma, não temos a intenção de ensinar as práticas desenvolvidas em nossos templos.
Visamos apenas a diferenciação entre a Umbanda Sagrada das monstruosas deturpações praticadas em Seu nome. Infelizmente a Umbanda em seu passado recente, foi invadida por pessoas ignorantes em relação ao que praticamos, que abriram templos sem possuir a missão sacerdotal, missão que vem do berço do médium chefe de um templo.

Despreparados que eram, deturparam os dogmas e práticas de nossa religião e atraíram para si grandes perturbações espirituais, psíquicas e materiais em suas vidas.

No passado, médiuns vaidosos e ignorantes fundaram templos sem o devido preparo, entende-se que um templo possui defesas espirituais e materiais que são, no âmbito material normalmente, magnéticas. Essas defesas e outros conhecimentos são transmitidos de pai para filho, ou seja, de um médium chefe (conhecido como Pai de Santo ou Babalaô) a um novo iniciado com a missão sacerdotal, sempre indicado pelo Guia chefe de um templo.
Quando a indicação do mundo espiritual não ocorre, um médium ignorante e vaidoso, normalmente afasta-se da casa que o acolheu no passado, julgando que tudo já sabe e conhece, e funda um novo templo sem o devido preparo.
Com o tempo, devido à própria insensatez e insanidade, atraem problemas tenebrosos em suas vidas e vão normalmente buscar os conhecimentos necessários à conduta segura de um templo no Candomblé ou em situações piores, na Quimbanda.
A Quimbanda é a escória espiritual em sua plenitude, são seguidores das forças do mal e normalmente mascaram-se de Umbandistas para atrair pessoas desavisadas e ignorantes, para em seguida acuá-las psicologicamente, visando sempre a extorsão financeira e material dessas pessoas.

 

Já o Candomblé segue normas e princípios tão diferentes da Umbanda, como o dia é da noite. Se as práticas de segurança de um templo de Candomblé vier a ser implantada em um templo de Umbanda, a deturpação já ocorreu e as suas conseqüências serão sempre funestas e lamentáveis.


Nas páginas a seguir, procuramos passar meios para que você consiga distinguir um templo de Umbanda verdadeiro de um templo mistificador. Se você é umbandista verdadeiro, Pai de Santo ou não, já compreende o que procuramos ensinar nas palavras que transmitimos.

Dedicamos desta forma este trabalho à Umbanda, uma das religiões mais bonitas de nosso mundo, à qual abraçamos nesta existência.
Incompreendida por muitos e mal praticada por outros, tornou-se alvo de ataques e críticas por parte daqueles que desconhecem suas práticas.


É necessário compreender que todos que atacam a religião de Umbanda, o fazem por terem tido contato com formas deturpadas de seu culto, insinuando ser a Umbanda uma religião praticante de feitiçarias.


As deturpações têm sua origem sempre em pessoas que se dizem médiuns, quando na realidade não passam de enganadores que visam sempre a exploração de seu próximo, que normalmente os procuram desesperados em busca de solução para seus problemas.

Esse segmento mostra aos leigos em nossas práticas, justamente o que não somos e não praticamos. É incrível o baixo nível dos pedidos feitos em nossos templos. Um templo de Umbanda não é agência de empregos, desta forma nossos amigos espirituais não comparecem ao templo para arrumar emprego a ninguém.
Não somos agência matrimonial, não desenvolvemos nossas práticas para arrumar casamentos.
Não somos agência de automóveis, não vendemos e não ajudamos ninguém a vender o seu veículo.
Não somos imobiliárias e não ajudamos ou vendemos imóveis para ninguém.

Todos temos problemas materiais em nossas vidas, então, que todos procurem se empenhar na solução de seus problemas dessa ordem.

"Os guias da Umbanda não estão a disposição das pessoas, para retirarem as pedras, que as pessoas colocam em seus caminhos"!

 

pedra

O principal objetivo de nossos Guias é fazer com que um freqüentador procure primeiramente se encontrar com Deus e a partir desse ponto, que procure se auto-ajudar.

 

Porém, imagine:

Se um ser humano sem emprego, sincero e desesperado em manter as necessidades básicas de sua família, (só nessa situação) procurar por uma entidade espiritual em um templo verdadeiro, lhe pedindo ajuda para conseguir uma colocação profissional, a Umbanda estenderá a ele o seu forte braço e o ajudará a conseguir o que procura. A partir do momento em que essa necessidade for preenchida, a entidade que o ajudar, se empenhará em transmitir a esse homem a evolução na espiritualidade que todos necessitamos.
E a entidade fará isso usando o nível  linguagem em que essa pessoa o compreenda.

 

Poderá lhe transmitir coisas simples como:


"Filho, agora que seu problema foi resolvido, lembre-se que lá no céu, existe um Senhor muito grande. Ele é seu Pai e tudo lhe deseja de bom, mas Ele não quer que você o procure apenas quando estiver desesperado, mas também quando você estiver bem"!


Transmitirá numa linguagem muito simples, que qualquer ser humano, distante de Deus, padece!

Nossos Guias e protetores atendem as pessoas que os procuram na sintonia que essa pessoa consiga compreender. Se um freqüentador possui um pequeno nível de instrução cultural ou psicológica, a ele será direcionada uma linguagem simples, no sentido que ele possa compreender o que a entidade lhe transmite.
Se um outro possuir um nível intelectual ou espiritual mais elevado, o nível das informações trocadas estarão situadas em um nível também mais elevado. 
Sabemos ainda que o assunto aqui transmitido é polêmico, que as divergências ocorrerão, que o desencontro de informações e objetivos existirá e para isso nos colocamos à disposição para o diálogo.

 


Para tanto, entre em contato. Envie seu e-mail. Desejamos contatar e trocar informações com todos que, como nós, raciocinam.


Seja bem-vindo a nossa casa!


Acesse:
http://www.nuss.com.br/

 

.

 

 

Leia também...

Enquete

Você acha correto o uso de animais como oferenda nos cultos de Umbanda?

Não, a verdadeira Umbanda não pratica tais atos contra os animais e nem há tal necessidade para com os Orixás - 85.5%
Claro, a Umbanda tem este dogma desde suas raízes - 3.5%
Sim, os Orixás precisam das forças destas oferendas - 5%
Sim, afinal mal não vai fazer - 0.9%
Não sou contra nem a favor, não quero me envolver - 5.1%

Total de votos: 7366
The voting for this poll has ended Ligado: 25 Dez 2016 - 21:57

CopyRight 2008 NUSS- Núcleo Umbandista São Sebastião - Todos os direitos reservados.