English French German Japanese Portuguese Spanish

Newsletter

Receba novidades no email!



2008136
Nós temos 26 visitantes online

Início Blog do Pai de Santo Parabéns a IGREJA UNIVERSAL DO REINO DE DEUS. Que a sua obra continue!
Parabéns a IGREJA UNIVERSAL DO REINO DE DEUS. Que a sua obra continue!
Escrito por Pai Paulo   


Quando ainda era muito jovem e iniciado na Umbanda, conheci a Igreja Universal através de seus programas de televisão. A princípio ficava revoltado com o que faziam, já que chamavam entidades espirituais que muito amo e são muito amigas, de demônios. Certa vez fui convidado a conhecer uma de suas igrejas numa manhã de domingo e lá percebi ao final do culto que a intenção de seus dirigentes era arrecadar dinheiro para sua igreja, o que não é errado, já que qualquer igreja necessita se manter.
Com o passar dos anos, a Igreja Universal cresceu muito, atacando outras religiões e principalmente a Umbanda. Naquela época, toda vez que era indagado sobre essa igreja, eu revidava a pergunta como se fosse um ataque e por diversas vezes ofendi a Igreja Universal e seus dirigentes.
Passado mais algum tempo, fui chamado a atenção pelo Caboclo Arranca Toco sobre a minha conduta, compreendendo o seu seguinte ensinamento:

“Essa igreja, como nenhuma outra, deve ser atacada ou denegrida em sua moral. Todas as igrejas falam de Deus e a Ele pertencem, desta forma, todas elas são boas. Procure compreender que a responsabilidade da conduta de seus dirigentes a eles pertencem, se são errados ou certos, por essa conduta prestarão contas no futuro em tribunais Divinos, cujas leis são verdadeiras e imutáveis. Entenda que os que para lá se dirigem, não estão preparados para o que praticamos e acima de tudo, procure você compreender que essa, como qualquer igreja, também salva almas”.

O ensinamento estava claro, se na minha opinião lá existiam erros, além de não ser da minha conta, esses erros não justificavam o meu erro ao criticá-los.
Hoje, estou convicto de que a Igreja Universal existe em nosso mundo para ajudar e não para destruir a Umbanda ou outros cultos e religiões. Se eles acham que somente a igreja deles é a correta, isso é problema deles. A verdade é que para lá se dirigiram todos aqueles que foram explorados pela Quimbanda em nome da Umbanda ou de outros cultos, desta forma, os que para lá se foram, permitiram que os maus terreiros se esvaziassem dos maus seguidores, dos maus adeptos e principalmente dos maus dirigentes.

E para a Umbanda isso foi muito bom, já que uma infinidade de maus praticantes e maus dirigentes se foram da nossa Umbanda, o que nos fortalece, já que estão nos ajudando, ao lado da verdadeira Umbanda, a ensinar as pessoas a separarem o joio do trigo.
Toda vez que ouço o relato de pessoas que se converteram, alegarem terem sido iniciados em cultos afros ou na Umbanda e que por esse motivo conheceram a derrota em suas vidas, fico feliz!

Fico feliz, primeiramente porque aquelas pessoas se encontraram em uma nova religião, já que é melhor ir para dentro da Igreja Universal ou de qualquer outra igreja, do que ficar praticando imoralidades ou coisas más.
Também tenho a certeza de que todas aquelas pessoas que se diziam médiuns, pais e mães de santo e que se deram mal na vida, que conheceram a desgraça e os sofrimentos materiais, como retratam nos programas da igreja, só receberam o resultado de suas ações para com os seus semelhantes afinal toda ação gera uma reação.

Se foram parar na miséria ou se caíram em desgraça é porque de forma direta ou indireta, também levaram a desgraça e a miséria a outras pessoas com quem tiveram contato e conheceram o golpe de retorno de seus atos.
Deus é justo, se alguém ajuda o próximo, não tem porque cair em desgraça, isso é lógica provada pela ciência, ou seja, a ação e a reação.

“Parabéns à Igreja Universal do Reino de Deus, que a sua obra continue!”

Na manhã daquele domingo em que visitei a Igreja Universal, durante o culto, o seu pastor muito jovem ainda, desenvolveu o seu sermão utilizando-se de uma capa negra de veludo com um ponto de exú bordado em vermelho.

Aquele pastor informou que a tal capa lhe havia sido entregue por uma ex-mãe de santo que recentemente havia abandonado a Umbanda e se convertido à Igreja Universal e que a capa pertencera ao exú lebará de seu terreiro.

Durante o culto, o pastor fez da capa um pano de chão e limpou com a capa os seus sapatos e o chão da igreja, desafiando o exú dono da capa a castigá-lo pelo que fazia.
As pessoas presentes, algumas indignadas e outras afoitas, assistiram essa passagem com curiosidade e apreensão.
No final da reunião, procurei pelo pastor e perguntei a ele se não temia o que fazia. Recebi dele a informação de que mais pode Deus e que ele não tinha medo de exús ou de qualquer outro espírito.

Despedi-me dele e fui embora.
No caminho para casa, a passagem do que aquele pastor havia feito não saía de minha mente, na verdade estava com pena dele. Aquele rapaz desconhecia que em seu futuro havia traçado um encontro com o exú dono daquela capa e que nessa ocasião ele irá lhe cobrar pelo seu ato. Que Deus pode mais, todos sabemos, porém, será levada em consideração a intenção ao se utilizar da capa, ou seja, o dono da capa poderá lhe perguntar:

 

 

- Você usou minha capa para desenvolver um ritual no qual a sua intenção era ganhar dinheiro para sua igreja!  Muito bem, mas de que forma você usou o dinheiro que arrecadou usando o meu nome e a minha capa?

 

 

Se o destino do dinheiro foi filantrópico e beneficente, o dono da capa nada poderá fazer com o jovem pastor, já que como ele mesmo disse, mais pode Deus, uma vez que o dinheiro foi arrecadado com objetivo caridoso e filantrópico, porém, se o dinheiro foi usado para outros fins ou para enriquecê-lo usando uma igreja para esse fim, coitado dele. Com certeza descobrirá o que significam as trevas e o ranger de dentes.
Todos que fazem uso de dinheiro arrecadado em nome das igrejas, responderão por seus atos e por todo o uso do dinheiro que tenha um destino diferente do objetivo ao arrecadá-lo, sejam padres, pastores, pais de santo, etc. Se hoje alguns homens que se dizem religiosos e que possuem o dom da palavra, dela se utilizam e usam mal esse dom, no futuro poderão renascer na condição de necessitarem da caridade das igrejas e poderão não recebê-la, já que privaram na existência anterior outras pessoas dessa ajuda.

 

Pense no assunto quem desejar, reflita quem desejar, corrija-se quem desejar!

 

O problema não está na igreja ou na sua obra e sim, na conduta de seus dirigentes! A Igreja Universal existe porque Deus assim o deseja e por esse motivo eu a respeito. Se lá o mal é desfeito em nome de Deus, o mal também pode ser feito pelos homens que a dirigem, fato que pode ocorrer em qualquer igreja em que seu dirigente vise apenas o dinheiro.

Uma religião é uma egrégora positiva, dessa egrégora podem se ramificar outras egrégoras, porém, podem ser negativas.

 

“Quanto maior for o poder de um homem dentro de uma religião, maiores serão as responsabilidades desse homem perante Deus”

 

Reflita!

Comentários (16)
  • Fabio
    Interessante artigo, trazendo um enfoque diferenciado sobre uma igreja bem controversa e raramente bem aceita fora do círculo de seus frequentadores/praticantes. Mas como bem observado pelo Sr. Arranca Toco todas as religiões devem ser respeitadas pois tem sua função, e, se existem é porque o Pai Maior assim o permitiu. Parabéns ao site ficou excelente. Saravá!!!!!
  • carla
    Achei seu texto bem coerente e lúcido. Sua postura mostra que vc realmente é uma pessoa séria e íntegra no que faz, especialmente, pq leva sua fé à sério, com dignidade e respeito. À propósito, sou evangélica e achei seu texto por acaso.
  • nilton fidalgo peres  - igreja universal
    Parabéns pela sua nobreza espiritual. eu ainda não consegui atingir esse estágio. não consigo tolerar a intolerância dessas inesclupurosas igrejas pentecostias. A pior ferida da humanidade neste planeta é o preconceito e pior ainda e fortale-lo para obter lucro e prestígio com isso. Que o Sr. Capa Preta o encontre e o cobre por isso. saudações nilton
  • Rosimere  - excelente!
    Muito boa a sua colocação,sem falar com muito respeito do Caboclo Arranca Toco!Isto sim é para mim adversidade, devemos respeitar para sermos respeitados, não estamos aqui para nos degladiarmos e sim para esclarecer q para todos existe um lugar, para ocupar! E que tudo depende de nossas atitudes, tanto em uma igreja com em um centro espírita!estamos ali com o mesmo propósito,q é segundo ao mandamento amar ao próximo! Eu tnho um lema q para mim vou levar até o final de minha vida! ¨A fé remove montanhas,mas sem caridade não ha salvação¨ e é claro respeito acima de tudo! Parabéns!
  • JOAO O. C. ALBANO  - REIGIÃO = CAMINHO
    CAROS IRMAOS: Parabéns à Igreja Universal do Reino de Deus? sim, porém, muito mais ao Pai Paulo por sua compreensão da verdade, por suas palavras, pelo ensinamento que que podemos tirar desse artigo. Nossa fé é a força, é a energia que nossa alma necessita para sustentar nossa caminhada nesta vida. Nosso destino, nosso objetivo é um dia alcançarmos essa fonte inesgotável de energia a que chamamos de DEUS. É, de acordo com nossos merecimentos, quem sabe um dia, também nos sentar à direita do Pai. Mas, para tanto, necessitamos de um caminho, de uma estrada para seguirmos, e, acreditem meus irmãos, esse caminho, nada mais é do que a RELIGIÃO que escolhemos para desenvolver nossa espiritualidade, seja essa religião espirita, católica evangélica, islâmica, africana, etc. não importa qual caminho escolhemos, o que importa na verdade e a forma ela qual desenvolvemos essa caminhada. Deus nos mostra o caminho, e este, e dotado de diversos desvios, somente um leva ao pai, a escolha e nossa. Mesmo que a escolha tenha sido errada, O Pai ainda nos permite repensar nosso atos, buscar alternativas para retomarmos o rum o certo. "UMBANDA UM COMPROMISSO DE FÉ" PAI JOÃO DE OXALÁ Gravataí/RS. “Aqueles que já conseguiram, de alguma forma, descerrar o véu do conhecimento e encontrar os meios necessários a seu aperfeiçoamento espiritual, tem o dever de partilhar, até onde possível, aquilo que descobriram e adotaram como verdade plena”. “O que já alcançamos, embora nos pareça muito pouco, representará muito para os que nada têm, e por esta razão, vivem se debatendo em crenças errôneas, angustias, ignorância e preconceitos, procurando dignidade, sentido e coerência para o seu caminho espiritual. Preocupa-nos aqueles que batendo em falsas portas, desiludem-se, a tal ponto, que não mais venham a acreditar num portal que lhes seja aberto por alguém de boa vontade”.
  • MARCELO
    PARABÉNS POR SUA SUPERIOR POSTURA E POR TUA CAPACIDADE DE EXPRESSAR ESSA QUE É A MAIS PURA EXPRESSÃO DA VERDADE. MOTUMBA (AXÈ)
  • André  - Ubi Charitas et amor Deus ibi est
    São as primeiras palavras de um cãntico em Latim da Religião Católico-Romana, que significa: Onde o amor e a caridade, Deus aí está! O coração do homem é o órgão no qual as Escrituras atribuem o sentimento do amor, do afeto, do bem querer. Claro, se um homem é bom, todo seu corpo estará na luz, seu intelecto estará voltado para o bem. Rompem-se as trevas da ignorância e a raíz de todo o mal que afastam o homem da presença de Deus. Na verdade nós mesmos somos responsáveis pela nossa felicidade. Ser feliz é desejar a felicidade e o bem do próximo. A primazia do amor está na tolerância, está no "não julgamento" e sobretudo em estender as mãos, em prol do que sofre. Se um religioso prima para o bem das almas este é um bom religioso. Como dizia São Tomás de Kempis,na sua obra - De imitatione Christi - Imitação de Cristo: "A vida do bom religioso é a cruz. No original, vita boni religiosi crux est. Mas o que é esta cruz? Um madeiro pesado semelhante ao que Cristo entregou sua vida em prol da humanidade? Não necessariamente, e, de fato não é. Mas, é semelhante, porque ele doa sua vida fazendo o bem ao próximo sem distinção de cor ou qualquer valor. Religião é cultura, dogma, espiritualidade, "Mysterio" e porque também não também um pouco de ciência. Logo, conclui-se que o bom religioso é aquele que se dispõe com responsabilidade no serviço dos que sofrem para que seus sofrimentos sejam aliviados, no serviço dos ricos, para que não se tornem soberbos e arrogantes e no serviço do errante para que ele encontre o caminho. Este caminho é estreito porque para ser feliz e harmonizado com o Criador da criatura faz-se necessário rejeitar sempre o mal e praticar o bem e a verdade. Os caminhos da Umbanda são caminhos de luz, de paz, concórdia e caridade. Mesmo diante das diferenças religiosas, pensemos como São João Bosco: Sejamos firmes em nossas convicções, contudo, respeitemos as pessoas. Que assim seja, Felicidade a todos!
  • alessandra  - igreja universal
    Muito coerente o seu comentário, porém poucos estao no seu grau de entendimento,eu entendo que para se comentar sobre o sagrado do outro precisa primeiro compreender que o outro também acredita no mesmo Deus que nos umbandistas, e com certeza a maldade, a vaidade, a avareza, estão no homem e não na religião, por isso é tão importante a reforma moral. Muito axé
  • george  - justiça no mundo espiritual
    Eu tambem me sinto ofendido quando representantes de igrejas de Cristo querem humilhar a umbanda, na verdade quando qualquer pessoa quer humilhar uma religião tão pura e bonita como a umbanda, mas graças a Deus existe justiça entre os espiritos para que tais abusadores aprendam a respeitar o que é sagrado.
  • Silvia  - Parabéns pela sua colocação.
    Eu tb costumava criticar a Igreja Universal. Certa vez estava eu fazendo um tratamento espiritual virtuale o Sacerdote me encaminhou p/ uma Igreja Universal alegando q os mentores que trabalhavam com eles agiam lá. Muito a contra gosto fui. Na época eu era Espirita, seguia a Doutrina Espírita codificada por Allan Kardec. O Sacerdote me disse q as Obreiras da Igreja Universal são médiuns com uma mediunidade incrível, mas elas desconhecem isso. Ficava abismada com o q via (o pastor pedindo dinheiro). No último culto q fui o pastor estava falando sobre a Fé em Deus q devemos provar e pedia p/ drmos R$ 1.000,00 para a igreja e eu ficava falando com Deus assim: "Deus eu não tenho dinheiro e não dando dinheiro q vou provar a fé que tenho em Ti". Naquela noite eu estava sentindo dores na barriga, mal conseguia ficar em pé. Não dei o dinheiro, é claro. E fui p/ casa falando prá Deus q eu ia provar minha fé de outra maneira. E no dia seguinte estava muito ruim c/ a dor na barriga. Fui num pronto socorro, mostrei o resultado do exame ginecológico q tinha feito recentemente e a médica me encaminhou, comurgência, p/ um hospital, pois suspeitava q eu estivesse com câncer. Procurei ajuda na Santa Casa, fiz os exames necessários, 1 cirurgia p/ tirar o ovário direito p/ que pudessem analisar o nódulo q já estava bem grandinho e 1 mês depois estava confirmado: eu estava com câncer no ovário direito e precisava retirar o outro ovário e o útero p/ a doença não se espalhar. Na hora q a médica disse isso e foi buscar a agenda p/ marcar a outra cirurgia eu chorei por um instante, respirei fundo e disse: "Deus, agora é a hora de provar a fé q tenho em Ti. Que seja feita a Sua Vontade. Estou nas Suas mãos". E assim foi. Confiante em Deus encarei a doença de frente e a venci. Hoje, 5 anos depois estou curada. É bem como vc colocou: infelizmente criticam a Umbanda, mas os espíritos fazem um bom uso do ambiente p/ realizar os trabalhos q devem realizar p/ ajudar os q necessitam.
  • anabelaleao
    Em toda parte existem pessoas boas e pessoas más. Mas se aproveitar da necessidade do próximo, da dor e do momento de angustia profunda para trepudiar e extorquir seus bens não é amar ao proximo. Não roubarás!
  • Vanderson Santana  - Muita sabedoria.
    Parabéns pelo artigo este site conheci a pouco tempo porém tenho tirado inúmeros ensinamentos para a minha vida e meu dia a dia. Obrigada e que Oxalá te dê muita paz e discernimento para continuar nos orientando.
  • soraia  - Gratidão
    Olá, Estou completamente grata. Hoje decidi pesquisar um pouco sobre a umbanda, encontrei este maravilhoso site, onde obtive orientações simples mais essenciais. Estou adorando cada tópico, cada matéria... Aprendi a preservar a natureza e que uma simples e verdadeira prece na beira do mar, pode me ajudar a agradar a Iemanjá, eu a amo. Enfim, com certeza colocarei este site em meus favoritos. Agradeço a casa e a todos que nela trabalham e se dedicam. Grande abraço, Att, Soraia
  • Stephanie  - Parabéns
    Parabéns,eu sempre fui em Igreja evangélica e católica, adoro aprender sobre todas as religiões que fazem o bem e assim aprendo a respeitar o próximo e a compreender, todos esses ensinamentos aqui passados e esclarecimentos sao importantes, li todos e gostei de todos, fico muito feliz em saber que existem locais sérios que fazem o bem. Que Deus os proteja e parabéns.
  • Anônimo  - oi
    Belo texto amigo concordo em tudo q vc escreveu
  • talita  - Olá
    Adorei principalmente essa parte: " Você usou minha capa para desenvolver um ritual no qual a sua intenção era ganhar dinheiro para sua igreja! Muito bem, mas de que forma você usou o dinheiro que arrecadou usando o meu nome e a minha capa?" Nunca pensei que um Exu pudesse ser tão esperto e tão justo também!!! Obrigada pelos ensinamentos!
Escrever um comentário
Your Contact Details:
Comentário:
Security
Por favor coloque o código anti-spam que você lê na imagem.
 

Enquete

Devemos cobrar por trabalhos?

Nunca! - 84.5%
Claro, para subsistência do médium! - 8.5%
Sim, nada mais justo! - 5.1%
Somente médiuns deficientes físicos - 1.9%

Total de votos: 9851
The voting for this poll has ended Ligado: 25 Nov 2016 - 00:00

CopyRight 2008 NUSS- Núcleo Umbandista São Sebastião - Todos os direitos reservados.